terça-feira, 22 de março de 2011

Para Olivia

certamente você não lembra de nosso primeiro pecadinho em conjunto ao melhor estilo “eu odeio gente gorda”. afinal, contorcionismo em malas e camuflagem no raio x é para poucos e meu ballet me ajuda. repetindo aos meus ouvidos: please don’t cry, baby (u.u). esquecendo-se que isto é inglês e não me ajuda em nada. e eu reclamo os meus choros não chorados mais um pouco, costurando as viagens e delírios, expondo minha falta de beleza. tudo posto como uma trágica crise de solução (como aquela do dia 02-VIII-2010). cantamos stop!, mas não, nunca paramos, afinando as linhas dos olhos com azul (cerúleo, nunca celeste). somos do tipo fácil: um chanel vale mais do que dois sorrisos. o soluço, o luxo e a gola cinderela. precisamos trocar este inferno por algum inverno. estas ligações perigosas. cata uma foto dele para eu ver. pai este é meu noivo, ele vai me sustentar depois de ti. sem cortar nenhum luxo. quem dirá victoria’s secret. a gente finge que é uma beleza. acordo e saio de casa, nem me penteio. como se isto pudesse ser verdade, mesmo num bubble day. preciso fazer dieta. ah, logo vou poder jogar varetas contigo. esses novos viados que não respeitam nem posse, nem propriedade. something is technically wrong. temos de convidar uns jornalistas para sair em algumas colunas sociais. devido a dificuldades técnicas, não foi possível realizar a verificação de existência desta criatura neste planeta ou no bilhão de galáxias mais próximas. essas bichas que não se decidem. esses heteros que não se decidem. não sei como lidar com a etilfenilamina. não fala com pessoas perigosas na vida, ok? tu és o mais perigoso e eu falo contigo. acho que estou numa fase sensível. isto anda muito tribunal da inquisição. ontem ele estava de bob dylan. comprei uma sapatilha e lembrei de ti. like a loubotin. Também quero, EVogue. vou aprender a transformar libido em ideias. quando aprender me ensina? eu to monstrinho. ah vá, porque eu to linda… gosto do vermelho. quantos pares de sapato você quer levar? melhor: quantos pode levar? eu sou rykah! dirijo com carteira vencida e não vou ser presa, porque gente rykah não é presa neste país! to terminando um dossiê sobre alguém aí, depois te mando as notas sobre para você avaliar. mas tua “putaria” não foi embora? (olha isto: http://www.facebook.com/#!/profile.php?id=xxxxxxxxx ). TO MORRENDO DE SONO AQUI E ONDE VOCÊ TÁ? tem horas que sou mais “macho” que o macho em questão, se é que você me entende. almoçar amanhã? só se for do nosso jeitinho! beijo, te ligo a noite? mais tarde? pode ligar, baby, beijinhos. amo! este texto, embora não pareça, está em francês (aqui e no original).

Um comentário:

  1. Aun! Não canso de ler isso! Tantas saudades de tantas coisas!

    ResponderExcluir